Tribunal Supremo do México exige publicidade oficial regular para evitar a censura

A Suprema Corte de Justiça da Nação (SCJN) aprovou hoje, com quatro votos a favor e um contra, o projeto com o qual o Congresso mexicano é obrigado a regular a publicidade oficial para evite restrições indiretas no exercício jornalístico.

México, 15 de novembro (EFE) .- O Supremo Tribunal de Justiça da Nação (SCJN) aprovou hoje, com quatro votos a favor e um contra, o projeto com o qual o Congresso mexicano é obrigado a regular o publicidade oficial para evitar restrições indiretas no exercício jornalístico.

Depois de discutir o projeto do ministro Arturo Zaldívar, a Primeira Câmara determinou que o Legislativo incorriu em uma "omissão" que viola "a liberdade de expressão, imprensa e informações", afirmou o SCJN em comunicado. Em fevereiro de 2014, foi publicado no Diário Oficial da Federação um decreto pelo qual várias disposições da Constituição foram alteradas e estabeleceram que o Congresso deveria emitir, antes de 30 de abril desse mesmo ano, uma lei que garantir a transparência na publicidade oficial, mas isso não foi cumprido.

"A ausência de regulamentação na publicidade oficial leva a um exercício arbitrário do orçamento em comunicação social, que restringe indiretamente a liberdade de expressão ", estabeleceu o órgão judicial, em resposta ao amparo promovido pela organização artigo 19.

A resolução obriga o Congresso a cumprir o que foi estabelecido em 2014 e a emitir uma lei antes de 30 de abril de 2018.

O artigo 19 descreveu a decisão como "histórica" ????em um boletim: "Como No fundo, a SJCN reconhece o valor intrínseco da liberdade de expressão como condição prévia para a construção democrática e a necessidade de remover as pressões de qualquer maneira direto e indireto que coloca esse direito em risco ".

Além disso, dado que o órgão considerou o processo arquivado conforme apropriado, a resolução" amplia as possibilidades do julgamento de amparo e a doação de eficácia ", porque permite que desta forma seja reivindicada" a violação de um mandato constitucional "focada na legislação de um campo.

" A mensagem é clara: nenhum órgão político deve estar acima da Constituição ", afirmou a organização.

De acordo com o relatório anual do artigo 19, o governo mexicano acrescenta uma despesa, início do sexênio até dezembro de 2016, de 34.109 milhões de pesos (cerca de 1.784 milhões de dólares), segundo dados preliminares do Ministério da Administração Pública.

Estes recursos O público, de acordo com a associação, tem sido "excessivo" no país e tem sido usado "para muscular a mídia crítica".

O artigo 19 pediu que, ao fazer o lei, o Congresso realiza um "processo participativo" onde ouvem jornalistas, representantes da mídia, academia e organizações da sociedade civil ".

EUR/USD

EURUSD=X

1.1747 0,00 -0,24%
USD/CHF

CHF=X

0.9581 0,00 -0,09%
GBP/USD

GBPUSD=X

1.3067 -0,02 -1,54%
USD/JPY

JPY=X

112.5670 +0,09 +0,08%
USD/CNH

CNH=X

6.8451 +0,01 +0,15%
USD/CAD

CAD=X

1.2912 +0,00 +0,06%
IBEX 35

^IBEX

9590.40 +6,70 +0,07%
IBEX MEDIUM..

INDC.MC

15377.30 -38,40 -0,25%
IBEX SMALL ..

INDS.MC

7490.80 +5,90 +0,08%
IBEX TOP DI..

INDD.MC

3047.90 +1,80 +0,06%
FTSE LATIBE..

INDB.MC

1249.20 +9,20 +0,74%
FTSE LATIBE..

INDL.MC

8444.10 +226,10 +2,75%
Abertis Inf..

ABE.MC

18.36 +0,00 +0,00%
Actividades..

ACS.MC

37.83 +1,03 +2,80%
Acerinox, S..

ACX.MC

12.24 -0,03 -0,24%
AENA, S.A.

AENA.MC

150.45 +4,75 +3,26%
Amadeus IT ..

AMS.MC

78.26 +0,46 +0,59%
Acciona, S...

ANA.MC

75.86 -0,12 -0,16%
Financial S..

XLF

28.74 -0,11 -0,39%
VanEck Vect..

GDX

18.78 -0,15 -0,79%
SPDR S&P 50..

SPY

291.99 -0,22 -0,07%
Vanguard FT..

VWO

41.80 +0,17 +0,41%
Direxion Da..

TZA

8.24 +0,12 +1,48%
Utilities S..

XLU

53.06 +0,22 +0,43%